• Seu pedido discreto

    Cuidado e discrição no seu pedido e fatura

  • Frete grátis para todo Brasil

    Nas compras a partir de R$250

  • Proteção de Dados de Cientes

    Os seus dados estão seguros conosco

Rosácea: tudo o que você precisa saber

A rosácea pode começar com vermelhidão no nariz, bochechas, queixo e testa. Algumas pessoas até desenvolvem algumas manchas e espinhas nessas partes vermelhas do rosto. Essa mudança na aparência física às vezes pode ter um impacto psicológico significativo. Qualquer ardor e dor nos seus olhos pode até ser um sinal de rosácea. Apesar de ser uma condição de pele misteriosa, controlá-la e receber tratamento pode ajudar sua pele a parecer melhor.

O que é e o que causa a rosácea?

A rosácea é uma doença de pele comum que afeta milhares de pessoas no Brasil. No passado, não existiam muitos tratamentos para essa condição de pele. Felizmente, já há tratamentos avançados e eficientes. A rosácea é uma inflamação mal compreendida que geralmente afeta os que têm entre 30 e 60 anos. Com frequência, começa com vermelhidão facial que permanece por muito tempo se não for tratada.

Em alguns casos, esta doença de pele pode ser genética, especialmente naquelas pessoas com pele clara ou ruborizada facilmente. Embora não haja causas claras sobre a rosácea, existem fatores que podem agravar a inflamação. Por exemplo, a rosácea não é causada por álcool, mas aqueles que fazem a ingestão da bebida podem piorar a situação. Muitas vezes, desencadeia quando algo faz com que os vasos sanguíneos do rosto se dilatem, o que causa vermelhidão.

A rosácea está entre as cinco queixas mais relatadas nos consultórios de dermatologia. Muitas pessoas desconhecem e não conectam os sintomas como vermelhidão facial persistente à existência de rosácea.

Não existem peles iguais, portanto, a inflamação por rosácea pode variar substancialmente de indivíduo para outro. No entanto, pode haver pelo menos um dos sinais e sintomas potenciais que é certo que aparecem na maioria dos casos. Existem vários sintomas secundários que podem se desenvolver posteriormente. Estes sintomas também podem se desenvolver além do rosto, mais comumente no pescoço, no peito, no couro cabeludo ou nas orelhas.

Sintomas da rosácea

Alguns dos sinais primários da rosácea são:

  • Vermelhidão: a vermelhidão ou rubor freqüente é normalmente o primeiro sinal de rosácea. Na maioria dos casos, esta vermelhidão facial pode ir e voltar.
  • Vermelhidão persistente: a vermelhidão facial pode ser persistente, o que pode parecer um rubor ou uma queimadura solar que não desaparece.
  • Manchas e espinhas: Pequenas manchas sólidas vermelhas ou espinhas cheias de pus que se assemelham com a acne geralmente podem se desenvolver
  • Vasinhos visíveis: aqueles que têm rosácea podem até encontrar pequenos vasos sanguíneos tornando-se visíveis em sua pele.

Outros sinais e sintomas potenciais

  • Irritação ocular: muitas pessoas com rosácea queixam-se de olhos irritados que parecem secos ou inchados. Este problema é conhecida como rosácea ocular.
  • Queimação ou Coceira:as espinhas que aparecem também podem dar uma sensação de ardor ou picada. Isso provavelmente pode provocar a coceira
  • Aparência seca: as bochechas podem ficar ásperas e, portanto, parecem estar muito secas.
  • Espessura da pele: a pele, principalmente ao redor do nariz, fica com aspecto grosseiro, com aumento de tecido, tornando o nariz mais alargado.

Os tipos de rosácea

Com base nos sintomas, você pode avaliar o tipo de rosácea na sua pele. Você pode experimentar características de mais de um subtipo ao mesmo tempo. Existem quatro subtipos de rosácea, dependendo dos padrões ou agrupamentos comuns de sinais e sintomas. Sua solução deve ser associada a esses subtipos, que são:

Eritemato telangectasia
(Vermelhidão facial)

Sintomas como rubor e vermelhidão facial persistente com pequenos vasos sanguíneos tornando-se visíveis em alguns pacientes. Sensação de pele pinicando, queimação, inchaço e rugosidade também podem ocorrer.

Rosácea pápula pustulosa
(Manchas e Espinhas)

Aqui, você pode ver pápulas e / ou espinhas além de vermelhidão persistente. Algumas pessoas podem ainda desenvolver manchas vermelhas sobresalientes.

Rosácea fimatosa
(Alargamento do nariz)

Um alargamento do nariz por excesso de tecido também pode ser uma indicação de rosácea, conhecida como rinophyma. Pode haver espessamento da pele e nódulos superficiais irregulares também em outras regiões fora o nariz.

Rosácea ocular
(Irritação ocular)

A rosácea pode até afetar os olhos em muitos pacientes, resultando em uma aparência aquosa e provocando irritação e queimação. As pálpebras também podem ficar inchadas e as orelhas.

Como controlar a rosácea?

Há muito que você pode fazer para ajudar a controlar ou reverter os sinais e sintomas da rosácea. Para condições leves a moderadas, você pode usar uma combinação de medidas preventivas e medicação.

Evitando fatores conhecidos: existem terapias médicas, mas às vezes você pode melhorar as chances de recuperação simplesmente identificando e evitando fatores de estilo de vida e ambientais que podem desencadear crises ou intensificar a condição. Identifique os fatores que levam a uma piora e tente evitá-los. Lembre-se, o que desencadeou sua rosácea pode não ter o mesmo efeito em outra pessoa.
Cremes e soros: produtos naturais que podem ser aplicados diretamente na pele podem ser uma grande ajuda para reduzir manchas e vermelhidão na rosácea. Esses produtos usam principalmente extratos à base de plantas naturais nas suas formulações.
Medicamentos orais:
Como uma escolha rápida e fácil, muitos também escolhem comprimidos ou cápsulas que podem ajudar a reduzir manchas mais severas. Muitas vezes, é melhor escolher medicamentos preparados com ingredientes totalmente naturais especificamente escolhidos para tratar sua condição.