• Seu pedido discreto

    Cuidado e discrição no seu pedido e fatura

  • Frete grátis para todo Brasil

    Nas compras a partir de R$250

  • Proteção de Dados de Cientes

    Os seus dados estão seguros conosco

Queda de cabelo na gravidez? Saiba como evitar!

Muitas futuras mamães, que já estão gestantes ou que planejam ter um bebê, podem se assustar com algumas informações que encontram na Internet. Entre esses relatos, encontram-se os sobre a queda de cabelo na gravidez, um problema que pode sim acontecer durante os 9 meses de gestação, mas que não é muito comum.

queda-cabelo-gravidez

Pelo contrário! Durante a gravidez, o organismo da mamãe aumenta a produção de hormônios, para dar conta de gerar uma segunda vida. Entre esses hormônios estão a progesterona e o estrogênio, responsáveis pelo crescimento e a saúde do cabelo. Dessa forma, os fios tendem a ficar mais longos, fortes e saudáveis, porém algumas mulheres podem apresentar o efeito reverso.

O impacto varia de corpo para corpo e pode também não estar associado apenas à gestação em si. Outros fatores podem estar causando a queda de cabelo na gravidez, como os seguintes:

  • Carência nutricional de vitaminas e minerais;
  • Uso de produtos incorretos para o tipo de cabelo da mulher;
  • Doenças e infecções.

Assim que uma queda excessiva dos cabelos for notada, a grávida deve consultar seu obstetra ou uma dermatologista para descobrir a causa e iniciar o tratamento adequado. Falaremos mais sobre isso ao longo do texto.

Como reduzir o impacto da queda durante a gestação

Como falamos logo acima, a queda de cabelo durante a gravidez pode sim acontecer e a mulher não precisa – e nem deve – se preocupar. O estresse é capaz de aumentar ainda mais o caimento dos fios e piorar o quesito estético da mamãe, acarretando em uma autoestima baixa e em outros problemas durante a gestação.

Existem, porém, algumas dicas para melhorar a saúde dos cabelos que a grávida pode aplicar em sua rotina e evitar uma queda significativa dos fios.

  1. Não pentear o cabelo muitas vezes ao longo do dia, nem por muito tempo, pois o enfraquece e o torna mais quebradiço.
  2. Evitar prender os fios e, se o fizer, que seja de maneira mais fraca, sem elásticos muito fortes.
  3. Consultar um dermatologista ou um cabeleireiro de confiança para que ele possa recomendar shampoos e produtos adequados para o tipo de cabelo da grávida, que fortaleçam os fios e não prejudiquem a saúde nem da mulher e nem do bebê.
  4. Realizar massagens no couro cabeludo algumas vezes durante a semana, para estimular a circulação de sangue e o crescimento saudável dos fios.
  5. Não realizar procedimentos químicos no cabelo, como escovas progressivas ou tinturas. Substâncias como a amônia, comuns em tratamentos de alisamento, são tóxicas e podem ser prejudiciais à saúde e formação do bebê.

Como recuperar os fios pós-parto?

No tópico inicial, mencionamos o fato do corpo das gestantes aumentarem a produção de progesterona para auxiliar na formação do bebê. Após o parto, como esperado, a geração desse hormônio decai drasticamente, e aí sim a queda pode se tornar significativa.

Como já falamos, primeiramente é preciso que a nova mamãe entre em contato com seus médicos para que eles possam identificar as principais causas da queda de cabelo pós-parto e então recomendar os tratamentos adequados. Mais quais seriam eles?

Quais os tratamentos para queda de cabelo na gravidez

  • Uma nutricionista pode passar para a mãe uma dieta enriquecida de ferro, zinco e proteína, além de outras vitaminas e minerais que auxiliam na saúde não só dos cabelos, mas também da grávida e do bebê (através da amamentação).
  • Dermatologistas e cabeleireiros também podem recomendar produtos adequados que fortalecerão o couro cabeludo da mulher, evitando o enfraquecimento e queda dos fios.
  • Outros tratamentos naturais e a laser especiais para a queda de cabelo, que você pode conferir no nosso artigo completo sobre Como Acabar Com a Queda de Cabelo.