• Seu pedido discreto

    Cuidado e discrição no seu pedido e fatura

  • Frete grátis para todo Brasil

    Nas compras a partir de R$250

  • Proteção de Dados de Cientes

    Os seus dados estão seguros conosco

Ácido hialurônico: o aliado da beleza

Ainda que a etapa de envelhecimento seja inevitável e muito natural, existem diversos tratamentos que melhoram a pele de modo considerável, nutrindo e tornando esse órgão muito mais bonito. Utilizar ácidos rejuvenescer a pele é uma tendência para os meios de estética e beleza. O resultado disso é uma pele mais hidratada e com maior elasticidade. E é aí que entra o ácido hialurônico. Saiba mais a seguir!

O envelhecimento da pele

A pele é um órgão. Ela se destaca por ter o quantitativo maior em relação ao organismo humano, delimitando a parte externa da interna. Ela também é responsável por uma diversidade de funções como controlar a temperatura do corpo, o fluxo de sangue, protegendo contra ações da natureza, e ainda, exercendo funcionalidades de sentido como o calor, a pressão, o frio, o tato e a dor.

A pele envelhecida é consequência de diversas modificações das células, reduzindo a função de capacidade dos órgãos no exercício de suas ações, e desenvolvendo patologias e, até mesmo, a morte.

O processo de envelhecimento destaca um comprometimento dos fibroblastos e, como resultado, a redução da síntese e a ação proteica essencial para que a pele tenha elasticidade, sendo hidratada e resistente. Este é o caso do colágeno, das proteoglicanas e da elastina.

O que é o ácido hialurônico?

O ácido hialurônico é um elemento que existe em nosso corpo, preenchendo lacunas entre as substâncias celulares. O ácido é presente em diversas regiões do organismo, em quantidade diferente, mas principalmente na pele, sendo uma representação de mais de 50% de sua totalidade.

Esta substância se responsabiliza pela sustentação, volume, elasticidade e hidratação da pele. Com o tempo, o ácido hialurônico tem uma redução, e gera uma diminuição dessas qualidades da pele, promovendo o aparecimento de rugas.

O ácido hialurônico é biocompatível, podendo ter utilidade em aplicações clínicas diferenciadas, como em cirurgia dos olhos, ajuda na cicatrização, feridas de cirurgia que se regeneram e, ainda, em fluido suplementado das articulações que apresentam em artrite.

Como usar e aplicar o ácido hialurônico

O ácido hialurônico, em combate às rugas, pode ter utilidade no formato em gel, para preencher o rosto, ou, ainda, em cápsulas de ácido hialurônico ou cremes.

De forma geral, os resultados são excelentes, pois há a suavização das rugas e linhas de expressão que são causadas pela idade, a redução da pele flácida e o aumento do volume dos lábios e bochechas.

Preenchimento de ácido hialurônico
Preenchimento com ácido hialurônico injetável: O ácido hialurônico injetável é uma substância em gel, com indicação para o preenchimento de rugas, linhas de expressão e sulcos do rosto, que ficam geralmente em volta dos olhos, testa e cantos da boca. É utilizado também para aumentar o volume labial e das bochechas, para a correção de olheiras e, ainda, as cicatrizes em consequência de acnes. A aplicação de ácido hialurônico acontece a partir de um cirurgião plástico ou dermatologista, que efetua picadas no lugar pretendido e utiliza anestesia local para a redução da sensibilidade e do efeito dolorido das picadas. O processo, em questão, é concluído entre 30min.
Creme com Ácido Hialurônico
Creme com ácido hialurônico: Os cremes que apresentam o ácido hialurônico proporcionam uma pele mais hidratada. Isso porque ocorre a retenção de grandes quantitativos de água, promovendo à pele a característica firme e lisa de sua aparência. Esta substância deve ter utilidade por ambos gêneros, a partir da faixa etária dos 45 anos. A aplicação deve ser feito na pele, de forma direta, entre 3 ou 4x semanais, com uma quantidade pequena a ser espalhada pela face, posteriormente à uma pele bem higienizada.
Cápsulas de Ácido Hialurônico
Cápsulas de ácido hialurônico: Os comprimidos ou cápsulas com o ácido hialurônico disponibilizam um poder de antienvelhecimento, por auxiliarem a reparação dos tecidos e o mantimento de uma pele dotada de elasticidade. Entretanto, a ingestão deve acontecer a partir de um dermatologista, já que há também a utilidade para o tratamento de diversos problemas ósseos e dos olhos. A ingestão deve ser com 1 cápsula diária, durante uma das refeições, e somente em tempo com indicação médica, não sendo ingerido por mais que 90 dias.