• Seu pedido discreto

    Cuidado e discrição no seu pedido e fatura

  • Frete grátis para todo Brasil

    Nas compras a partir de R$250

  • Proteção de Dados de Cientes

    Os seus dados estão seguros conosco

Tudo sobre molusco contagioso

Molusco Contagioso é uma infecção viral muito comum. Pode causar pequenas manchas vermelhas na pele ou bolhas indolores. Embora seja mais comum em crianças, muitas pessoas são afetadas durante a vida e pode ser contraído em qualquer idade. Enquanto o vírus é inofensivo e seus efeitos são temporários, o molusco contagioso pode causar desconforto e irritação, sendo altamente contagioso. A boa notícia é que o Molusco Contagioso é fácil de tratar. Leia mais a seguir.

O que é molusco contagioso?

O molusco contagioso é uma infecção viral benigna da pele e que acontece com mais frequência em crianças, mas atinge também adultos com vida sexual ativa e com sistema imunológico baixo. Sua principal manifestação é o aparecimento de pequenas bolhas rosadas ou brancas, podendo ser confundidas com verrugas. Apesar de serem indolores, esteticamente são muito desconfortáveis.

Molusco contagioso é uma afecção de pele contagiosa que atinge especialmente as crianças, mas também acontece com pessoas que estão com o sistema imunológico enfraquecido. O vírus do molusco contagioso pertence à família dos Poxvírus, um vírus semelhante àquele que causa a varíola. Sua propagação é muito rápida, podendo se apresentar desde pequenos grupos a dezenas de bolhas em uma mesma região, lembrando um cacho de uvas. São fáceis de se diferenciar de outras infecções pois ao pressioná-las, sai uma massa esbranquiçada, a qual contém o molusco. Lembrando que, somente o ser humano é atingido por essa infecção.

Como se adquiro molusco contagioso?

Então, essa infecção viral é adquirida pelo contágio direto com a pessoa infectada. A transmissão é através do contato direto da pele, podendo ocorrer em qualquer região do corpo. Pode ser também adquirido pelo uso de esponjas ou toalhas de banho, mas é um pouco mais raro. Agora, é considerada como DST – doença sexualmente transmissível – quando acontece na região genital de indivíduos sexualmente ativos. Seu período de incubação pode variar de uma semana a seis meses, mas na maioria dos casos, as lesões aparecem no período de 2 a 7 semanas. Vale lembrar também que pode ser adquirido através de esportes de contato, piscinas públicas saunas e hidromassagem. Alguns especialistas afirmam que indivíduos, especialmente crianças, sujeitos a eczemas são mais suscetíveis ao molusco contagioso.

Sintomas do molusco contagioso

Os principais sintomas são lesões na pele, caracterizadas por protuberâncias que formam bolhas firmes, que apresentam uma depressão no centro. Podem ser brancas ou da cor da pele, medindo cerca de 2 a 5mm de diâmetro. São indolores ao toque, às vezes um pouco brilhantes. No caso das crianças, o molusco contagioso ataca mais o pescoço, as axilas, o tronco, braços, pernas e o rosto, mas dificilmente as palmas das mãos, plantas dos pés e interior da boca. Quando o vírus é transmitido por contato sexual, as bolhas atingem a região da virilha, os órgãos genitais, a área próxima às coxas e a parte inferior do abdômen. O grande problema é que podem causar coceira, pois ao serem removidas, podem se espalhar rapidamente para outras áreas. Apesar de na maioria dos casos não causar dor, algumas pessoas relatam sentir desconforto, devido as verrugas serem esteticamente desagradáveis.

Quais os fatores de risco?

Existem alguns grupos de indivíduos que estão mais suscetíveis à infecção pelo molusco contagioso:

  • Pessoas com sistema imunológico enfraquecido
  • Crianças entre 1 e 10 anos
  • Praticantes de esportes de contato
  • Pessoas com problemas de pele, como dermatite atópica
  • Indivíduos que vivem em climas tropicais
  • Esses são os casos que facilitam o aparecimento da infecção, mas é importante realizar o diagnóstico para iniciar o quanto antes o tratamento.

    Como prevenir o moluco contagioso?

    Apesar de ser altamente contagioso, algumas medidas podem ser tomadas para ajudar na prevenção:

  • Lave sempre as mãos
  • Evite tocar na área infectada
  • Não compartilhe itens pessoais, como toalhas e roupas
  • Evite relações sexuais durante o tratamento
  • Cubra as áreas infectadas quando estiver em contato com outra pessoa
  • Evite esportes de contato durante o tratamento

    São medidas preventivas simples que podem ser tomadas e assim, ajuda muito na propagação do molusco contagioso, não apenas para a própria pessoa infectada, mas para não transmiti-lo para outras pessoas.

  • Tratamento para molusco contagioso

    Antes de se iniciar o tratamento, é preciso fazer o diagnóstico da lesão, o qual é feito através de um exame simples da pele. Em caso de dúvida, o médico pode usar um microscópio para confirmar o diagnóstico.

    Em relação aos tratamentos, algumas vezes o molusco contagioso desaparece sem tratamento, mas em outros, é recomendado seu tratamento para evitar que haja uma reincidência. Apesar de alguns médicos recomendarem uma cauterização ou um procedimento mais complexo como tratamento, é importante ter em mente que é possível buscar por tratamentos mais naturais.

    Então, hoje, existem alguns produtos no mercado que são compostos de ingredientes naturais, entre os quais a presença de óleos essenciais, que atuam na proteção da pele e na redução das verrugas. Por exemplo, os óleos essenciais ajudam a hidratar a pele e possuem propriedades antimicrobianas, antifúngicas e antissépticas, ajudando muito no tratamento do molusco contagioso. A ShytoBuy traz para você o Zymaderm, para tratar as verrugas e sintomas do molusco contagioso.

    Uma das vantagens desses produtos é que previnem o aparecimento de novas lesões, a disseminação para outros locais, a redução do contágio para outras pessoas, como também minimizam possíveis cicatrizes. Apesar de não apresentarem efeitos colaterais, o ideal é consultar seu médico para avaliar a sua condição, principalmente se há a presença de dermatite atópica ou se a pessoa está com o sistema imunológico enfraquecido.